Canon e Nikon: vendas em queda

Compartilhar

Relatórios financeiros referentes ao primeiro trimestre de 2019, de ambas as marcas, apontam para dados preocupantes: a Canon sofreu uma queda de 17% em relação ao mesmo período de 2018, enquanto a Nikon sofreu uma queda levemente mais acentuada, de 17,9%. Essa tendência já era de certa forma prevista por algumas pessoas, que apontavam para o avanço da tecnologia de câmeras de smartphones como uma ameaça ao mercado de câmeras DSLR.

O que a Canon diz:

A diminuição do mercado de câmeras com lentes intercambiáveis, principalmente para DSLRs, continuou em sintonia com a proliferação de smartphones, resultando em um declínio significativo nas vendas e nos lucros. 
No primeiro trimestre, as vendas de câmeras com lentes intercambiáveis ​​caíram 19% para 850 mil unidades. 
Isso reflete o impacto combinado de uma diminuição acelerada do mercado para DSLRs, em particular, modelos básicos e desaceleração econômica na China, que é um mercado considerável para câmeras com lentes intercambiáveis

O que a Nikon diz:

Para câmeras digitais com lente intercambiável, as vendas da D850, uma câmera digital SLR, foram fortes, e o grupo fez esforços para aumentar as vendas das novas câmeras Mirrorless full-frame Z7 e Z6, que obtiveram críticas favoráveis. No entanto, as vendas unitárias tanto de câmeras digitais compactas e câmeras digitais com lente intercambiável caíram em meio ao mercado em contração.

A Nikon afirma estar ciente de que novas quedas nas vendas podem ocorrer a curto prazo. Porém, prevê mercado mais favorável às DSLR Fullframe, que conseguirão manter seu mercado sem quedas.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *